#Cafesemaçucar (06/03)

Alô? Por favor, um café sem açúcar?

Oi Oi gente!

Primeiramente gostaria de pedir desculpas pelo atraso do post, (eu geralmente solto ele pela manhã), mas ontem dei mau jeito nas costas e acabei tomando um relaxante muscular e fazendo a bela adormecida (desde às 19:30h até hoje às 5:00h – ABAFA) e acabei não fazendo o post e nem jantando ontem.

Saca só o cardapinho:

Banana e morango com musli e achocolatado light + Café da manhã de todo dia + arroz integral, feijão, frango xadrez e salada + 2 potinhos de iogurte light com musli banana e abacaxi (gamay nesse troço)

Banana e morango com musli e achocolatado light + Café da manhã de todo dia + arroz integral, feijão, frango xadrez e salada + 2 potinhos de iogurte light com musli banana e abacaxi (gamay nesse troço)

Deu uma melhoradinha né não? Não jantei, em compensação hoje acordei com O alien na barriga, mas isso é assunto pra amanhã!

Como eu tinha dito antes, voltei à minha psicóloga para falar sobre a questão da ansiedade. Foi uma conversa ótima! Para pessoas que usam a comida como cano de escape como eu, entender qual é o papel da comida na minha vida é essencial.

Pra ser bem sincera com vocês eu sonho no dia em que a comida seja só um detalhe na minha vida, e que ela possa ser minha aliada, não minha inimiga. Então, vamos em frente, descobrir o mistério que há nessa minha relação com a comida. E vocês cafezetes, também sentem isso ou estou FOREVER ALONE nessa? Falem comigo!

Beijocas e até amanhã!

Anúncios

#Cafesemaçucar – Fim de semana + Descoberta!

Oi Oi gente!

E chegou então o primeiro fim de semana com o #Cafesemaçucar. E com ele veio a primeira queda….

…. e também uma grande descoberta!

Quando o fim de semana se aproxima, meu consciente AND meu inconsciente já pensam…. uhuuul! Tá liberadoooo, cardapiããão!!

Por mais que eu tente, sinto uma coisa tão forte que quase subo pelas paredes! UI!

Nesse sábado que passou eu até consegui me manter na linha, pelo menos até a hora do café da tarde. Mais ou menos nesse horário acabei comendo alguns biscoitos a mais (LIGHTS, ok) e quando vi…, estava fora da dieta como os caras que saem empurrados dos bares do faroeste saca?

Dormi pouco de sábado pra domingo e então que o dia já começou regado a pão de queijo e terminou com cerveja e salgadinho. Vocês devem ter idéia do quão difícil é admitir isso assim, em público, mas eu comecei, agora vou até o fim! (sô mais macho que muito macho!) . Eis que no domingo a tarde eu estava conversando com maridón sobre isso e aí então me caiu a ficha de que o meu problema com o emagrecimento não é e nem nunca foi alimentação, dietas ou exercícios físicos, mas sim controlar as quantidades das coisas que como. Eu nunca soube comer UM pão, eu sempre comi pelo menos dois. Sempre comi o prato todo (inclusive ele, NOT), o pacote inteiro de biscoito, o pote todo de sorvete, não consigo VOLUNTARIAMENTE pensar em comer um pouquinho. Minha cabeça pensa estar perdendo uma oportunidade não comendo tudo o que eu conseguir. E o nome disso é: ANSIEDADE.

A ressaca moral que uma pós crise de ansiedade regada a toneladas de alimentos é muito cruel, me faz desanimar até de coisas que pouco têm a ver com comida. Vocês entendem? Já passaram por isso?

Procurei saber um pouquinho a respeito e olha um trecho dos textos que li:

 “O alimento exerce alívio de curtíssimo prazo na sensação desagradável, que logo após volta reforçada pela culpa, levando-a a comer de novo para aliviar a tensão, e assim sucessivamente. Os mais leves sinais de ansiedade, mesmo antes de serem percebido pela consciência, são amortecidos pela comida. Utilizando esse processo a pessoa engorda e começa a evitar situações diversas por sentir-se inadequada. Situações sociais, atividade física, eventos culturais e toda uma série de situações prazerosas. A ansiedade aumenta e a comida que era um prazer se torna O PRAZER ou uma forma de “lenitivo” para os problemas da vida. E o único “problema” que ela resolve é o da fome e da nutrição.  
     Outras pessoas perambulam de dieta em dieta, engordam e emagrecem, fazem “regime” algum tempo para perder “algum peso” e voltam a engordar. A auto-estima está absolutamente abalada. Comem sem fome, se auto-sabotam, parece que querem e não querem a mesma coisa ao mesmo tempo, o que leva a angústia. Se a ansiedade estiver presente no comportamento alimentar e não for identificada e trabalhada, põe por terra os mais sinceros e competentes programas médico-nutricionais.” (Fonte: aqui)
Tipo, me identifiquei 750%. Enfim, EU NÃO DESISTI!!! Fiquei triste com a queda, claro, mas como disse a Flavinha, para algumas mulheres (like me) a comida é realmente UMA DROGA. Mas por outro lado fiquei feliz em detectar um problema que me atrapalha não só com isso, mas em vários aspectos da minha vida. Além disso, o objetivo aqui é contar sobre minha jornada no emagrecimento, numa vida saudável, e isso não significa que eu vou acertar sempre néam?

Eis então que já voltei a frequentar as consultas com psicologa e quero também consultar um psiquiatra, aí vai né Brasil!
Enfim, espero não ter decepcionado às minhas cafezetes tão queridas, continuo na luta e em frente, SEMPRE!

Despois da queda, dê um salto triplo carpado e ahaza!

Uhuul! Amanhã volto com o cardápio de hoje!

Beijos meus amooores!