#Cafesemaçucar + pazes com a comida?

Bom Dia amiguinhos já estou aqui….

MUAH

Como vão? Amando a si mesmas? Respeitando-se? Isso é muito bom!

Well, uma das técnicas que já utilizei anteriormente para tentar emagrecer (e que infelizmente não deu certo na época) foi o Meta Real, um método de Reabilitação Alimentar muito interessante, mas eu ainda sentia o mesmo pesar de fazer dieta, acho que não o compreendi como deveria. Acho que aprender a comer sem exagerar é um caminho que venho percorrido há tempos, mas que não posso desistir.

Como as palestras do Meta Real só acontecem em São Paulo, eu comprei o livro (Meta-se na sua meta e emagreça de uma vez por todas!) e recebi uns outros materiais que acompanham o método. Eu então resolvi dar uma olhada novamente no método e encontrei alguns assuntos e trechos interessantes do livro para você  que, como eu, é viciada em comer.

O livro fala em uma de suas partes daquilo que todas nós, viciadas em comida, mais queremos em toda a vida: FAZER AS PAZES COM A COMIDA. E para isso é preciso “comer O QUE quiser, QUANDO SENTIR FOME FÍSICA, MASTIGAR BEM, parar na SACIEDADE e respeitar os intervalos da digestão”.

Eu tenho bem claro na minha cabeça de que essa mudança de pensamento e escuta do corpo é algo que se aprende lentamente, mas posso dizer algumas coisas nestes dias que tenho feito esta experiência:

– algumas vezes me pego comendo sem ter fome. Quando paro pra pensar FRANCAMENTE percebo que estou cansada, ou que o &%&¨$¨#%$#$%#$#%  da ansiedade me pegou. MALEDETO.

ALIÁS,  acho que esse bicho da ansiedade deve ter essa cara:

il_fullxfull.39029628

Ainda tira foto com esse BG UÓ

– Mesmo escorregando eu tenho tido paciência comigo, sem me punir e me odiar, me colocando sempre em primeiro lugar.

– Eu sempre tive mania de comer tudo integral e light. Digo mania porque comer cereais integrais, ao meu ver, faz parte de um pensamento de vida mais saudável, e não era assim que eu encarava. Eu comia o pão light para poder comer mais em quantidade sem culpa. Eis que ontem eu levei um pão francês para o meu café da manhã, com queijo e presunto. Quando senti fome comi o bendito mais feliz que pinto no lixo. Saboroso demais! Um pequeno detalhe: acordei às 5 da matina para trabalhar, e só senti fome às 9, prova de que comemos mais do que precisamos, simplesmente pela convenção de que acordou, precisa comer.

Acho que por hoje podemos pensar nisso, em FAZER AS PAZES COM A COMIDA. E como diz um amigo meu (Beijos Igor!): “vamos andando, com passos firmes de quem sabe onde quer chegar!”

Beijos para vocês suas maravilhosas!

3 pensamentos sobre “#Cafesemaçucar + pazes com a comida?

  1. Olha… só digo uma coisa… pelas (poucas) fotos tuas que vi… não enxergo NADA de excesso de peso, ou sobrepeso, ou como queira chamar… na TUA PESSOA!!! tu és uma mulher linda e maravilhosa, mas sei que cada um é que sabe do seu corpo, dos seus limites e do que acha ideal para si mesma, Eu sou outra que desde que NASCI luto contra a balança, ta na minha genética, sempre fui gordinha, minha facilidade de engordar é proporcional à dificuldade de emagrecer… ou seja: ENORME. Já tentei todos os métodos, desde os mais doidos até às reeducações alimentares com ajuda nutricional e tudo certinho. Hoje em dia, sinceramente, ando num “engorda – emagrece” que nem sei mais o que pensar! Faço tratamento pra síndrome do pânico e infelizmente toda medicação que já tentei aumentou e MUITO o meu apetite, ou seja, ainda tenho isso contra mim. E ah, sem esquecer o problema da síndrome dos ovários policísticos que eu tenho… o tratamento é só com o anticoncepcional mesmo, e pra quem já é gordinha, só “ajuda” a engordar mais. Complicado, não? Mas não tô aqui me fazendo de vítima, AMO as postagens do #Cafesemaçucar, mas repito: te acho lindíssima e nenhum um pouco gorda!! Bola pra frente amiga, e se teu plano ta dando certo, continua compartilhando aqui com a gente!! Parabéns😀

    Beijos

    • Ju querida! Que comentário lindo!Obrigada pelas palavras e pela força. Você me fez pensar muito com seu depoimento, e mais uma vez vejo que nosso pior inimigo somos nós mesmos, no livro mulheres, comida e Deus a autora trata a compulsão por comida como uma maneira de fugir à realidade, e isso é bem verdade. O que me incomoda atualmente não é nem tanto o peso, mas sim ser refém de algo que não consigo controlar (ansiedade), é perder o controle das coisas. Isso me incomoda demais. Mas essa maledeta não perde por esperar, eu pego ela na esquina!
      Mais uma vez muito obrigada pela força e pela presença, você não tem idéia do quão importante é pra mim!
      Amor, sempre!

      • De nada querida, que bom saber que o comentário foi importante pra ti!! (:
        Realmente, existe a meu ver a questão física da coisa como a minha tendência genética e hereditária mesmo de ter sobrepeso e também os ovários policísticos, que faz bem pouquinho tempo que descobri. Sei que nada disso é desculpa, mas minha maior inimiga também é a MALEDETA da ansiedade, sou a pessoa mais ansiosa do mundo (somos duas!), e a comida sempre foi minha válvula de escape. A relação que temos com a comida é que está totalmente errada, não é verdade?? Esse livro que tu leu/está lendo parece ser muito bom mesmo, eu nunca tinha ouvido falar! Agora que descobri esse espacinho, estarei sempre por aqui ♥

        Beijos

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s